Reflexões sobre formação e humanização da assistência em saúde

Nas últimas décadas, a discussão sobre a humanização das práticas assistenciais em saúde se fortaleceu, apontando para a necessidade de uma compreensão mais abrangente do processo saúde-doença-cuidado. Considerando essa tendência, esse estudo discute o significado atribuído por estudantes de Medicina sobre o brincar com a criança hospitalizada e suas implicações para a humanização em saúde e para a própria formação médica. Participaram desse estudo estudantes das séries iniciais de um curso de Medicina do interior do Estado de São Paulo, integrantes de um grupo que, inspirados na proposta dos “Doutores da Alegria”, utilizam a figura do palhaço para realizar visitas a uma enfermaria de pediatria e brincar com as crianças hospitalizadas.

Foram realizadas entrevistas abertas com esses estudantes com o objetivo de compreender o significado das atividades desenvolvidas, as dificuldades apresentadas e os momentos marcantes vividos nessa prática.

Os dados foram analisados por procedimentos qualitativos de análise, tendo como base as contribuições do movimento construcionista social em ciência.

Nossos resultados indicam a existência de um forte investimento emocional dos estudantes nesse tipo de atividade, percebido através da expectativa de transformar o sofrimento, pela hospitalização vivido pelas crianças, através do brincar e da qualidade da relação com eles estabelecida.

Há a valorização pelos estudantes desse tipo de prática para a formação em saúde, considerando a antecipação do contato com a realidade hospitalar, a exploração de seus próprios sentimentos na relação com o doente e a superação de dificuldades pessoais.

A partir desses resultados, discutimos a importância desse tipo de prática para a humanização em saúde e para a formação médica. Palavras-chave: criança hospitalizada; jogos e brinquedos; educação médica; humanização da assistência.

Leia o artigo completo, clique aqui!

Guanaes Lorenzi, Carla; Álvares de Paiva, Sabina Aparecida; Shingu Funai, Milena